Maria Guimarães

Healthy Lifestyle, Wellness & Fitness

Tudo é uma questão de equilibrio

mariaguimaraesblog-equilibrio-balance

Tudo é uma questão de equilíbrio

Sabemos que o fitness é uma verdadeira indústria e que o conceito “fit” explodiu em quase todo o mundo nos últimos 20 anos. Chegando esta altura do ano, em que já só pensamos nas férias, na praia, nos bikinis, calções e roupas frescas, esse “peso” e a pressão da imagem ideal é ainda mais presente.

É impossível ficar indiferente à comunicação de vários produtos e serviços, sem ver abdómens trincados (o famoso six-pack), corpos magros e tonificados e glúteos firmes.

Parece que o mundo vive em “dieta”.

No entanto, estudos vários revelam que os percentuais de gordura corporal aumentaram. Assim, porque é que mais dieta, mais treino e um enorme manancial de informação disponível levam a um ganho generalizado de peso? Façamos aqui uma analogia entre o nosso metabolismo e a nossa conta bancária.

O que é o capital metabólico?
Vamos pensar no nosso metabolismo como uma conta bancária. Os princípios básicos são os mesmos. Fazemos depósitos, levantamentos, compramos coisas a crédito, … e se não formos cuidadosos, rapidamente estouramos o limite de crédito.

O que são os depósitos?
Refeições regulares, nutricionalmente saudáveis
Actividade física regular
Dormir no mínimo 7-8 horas

O que são os levantamentos?
Saltar refeições
Ingestão de alimentos pouco ou nada saudáveis
Álcool
Poucas horas de sono

Como na conta bancária real, é perfeitamente normal fazer levantamentos e utilizar esse capital para fazer as coisas que gostamos. Esses levantamentos são uma parte normal da vida. Afinal, se não fizessemos esses levantamentos, viveríamos do quê?

A perda de peso também é uma retirada do nosso capital metabólico. Se tentarmos perder peso, muito e muito rapidamente, ele também tem o potencial de diminuir temporariamente o nosso metabolismo.

Comprar a crédito?
A perda de peso rápida é o equivalente metabólico a comprar algo que não temos como pagar e recorremos ao cartão de crédito. As probabilidades são as de perder peso sim, ganhando de volta juros …

Se observarmos meia dúzia de capas de revistas ou anúncios milagrosos com afirmações do género: “como perder 20 quilos em 20 dias!”, eles vendem a imagem de pessoas magras, com músculos definidos e com a aparência de “saúde”. Mas eles não revelam que o custo de obter esse físico, de forma rápida e drástica vem com enormes consequências metabólicas.

A realidade
A realidade é que a indústria da dieta e do fitness lucra com as nossas inseguranças. Normalmente, apresentam um quadro desejável, mas irreal e oferecem soluções que podem funcionar a curto prazo, mas que não são sustentáveis ao longo do tempo. Então lucram novamente quando voltamos para a segunda rodada (ou round três, quatro, cinco, seis ou sete), fazendo-nos acreditar que através da compra desses produtos ou soluções milagrosas, todos nós devemos ser magros e muito “fit”.

A verdade é que a imagem de “saúde e fitness” que vemos nas capas de revistas não é realista. Para a média das pessoas comuns, esse tipo de mensagem e imagens, dificilmente é alcançável por muita motivação que tenhamos. Resultados sim, vêm da adopção de uma alimentação e estilos de vida saudáveis, bem como da prática de exercício físico de forma continua e consistente. Não numa temporada, nem em tempo record com produtos milagrosos.

Em vez de saltar constantemente de dieta em dieta, reserve tempo para decidir como quer a sua vida e construir os seus hábitos alimentares.

Encontrar o equilíbrio é algo que realmente temos de aprender. Em vez de seguir uma dieta radical focada na privação, aprenda como encaixar escolhas saudáveis na vida que quer viver. Começando hoje mesmo! Agora!

A sua vida ideal inclui beber vinho, comer chocolate e apreciar pipocas no cinema? Se isso acontecer, cabe-lhe a si aprender a incorporar o equilíbrio e adoptar um estilo de vida que o/a faça sentir-se melhor.

Pode optar por um jantar saudável com um copo de vinho e um pouco de chocolate para a sobremesa. Pode ir ao ginásio de manhã ou fazer uma caminhada à hora de almoço e sair para tomar um copo com os amigos, à noite. Pode comer apenas salada e comer uma fatia de bolo de aniversário.

Pode encontrar o equilíbrio, sem se privar. Pode aceitar-se como está agora, não importa qual seja o seu peso. Decida viver uma vida mais saudável, física, mental e espiritualmente, independentemente de isso o/a levar a perder peso ou não.

Decida que a sua saúde não é um número mas um estado de espírito. Amar e respeitar-se a si mesmo leva a escolhas mais saudáveis. Escolhas mais saudáveis levam a uma melhor qualidade de vida, mais energia e talvez à perda de peso, se o seu corpo achar que precisa disso para ter a saúde ideal.

Uns abdominais mais definidos ou 3 kilos a menos não fazem de si melhor pai, ou melhor mãe ou um melhor filho.

Vamos sim consciencializarmo-nos para as coisas que realmente importam: como ser gentil com os outros, aproveitar a vida e partilhar todo o amor que temos para dar.

Artigo inspirado no website That Clean Life.

9 Comments

  1. 👍👍👍 gostei muito!!

  2. Muito boa analogia… Fiquei a pensar…

  3. Adorei este post! Que maravilha 😀 Eu já desisti de mudar aquilo que tenho. Há coisas que são impossíveis de mudar e eu sou assim, ponto final!

    Um grande beijinho*

  4. Clara Castro Lima

    20 de Abril de 2018 at 11:15

    Verdade!! 🙂

  5. Encontrar o equilíbrio não é fácil, mas só depende de nós. Parabéns, Maria, pelo artigo tão elucidativo!

  6. Óptimo post, concordo com tudo. Quando resolvi emagrecer (foram 20kg) procurei criar um equilíbrio entre o que precisava e o que gostava, de forma a que cada kg perdido era realmente perdido e não voltaria mais tarde para me assombrar. Passados 9 anos continuo com o mesmo peso que gostava e isso deixa-me muito feliz. Claro que tem dias em que só faço asneiras mas logo compenso com boas práticas, o tal equilíbrio falado no post ^_^
    Beijinhos
    Carla

  7. Concordo com o que disseram ai em cima. Trata se de conseguir-se atingir o que nós próprios desejamos e não seguir o padrão que a sociedade impõe. Cada um é como é e a sua natureza também.
    Gostei muito do artigo ,parabéns

    https://meanddiamonddot.wordpress.com/2018/04/17/desafio-mascaras-do-dia-a-dia-na-sociedade-2/

    • Obrigada pela atenção que dispensaste ao artigo. Fico contente por, de alguma forma, ter ajudado a recordar o que já todos sabemos, mas, que às vezes esquecemos. Um grande beijinho para ti!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: